Operação 'Saldo Zero', contra fraudes na Saúde, já tem 23 presos

O número de presos na ação 'Saldo Zero', que tem o objetivo de prender integrantes de uma quadrilha que fraudava folha de pagamento do Estado tem 23 presos.

Pela manhã, mais de 100 policiais civis realizam operação para desarticular o grupo. Ao todo, foram expedidos pela Justiça 31 mandados de prisão e dois de busca e apreensão. Os presos foram levados para a Academia de Polícia Civil (Acadepol), no Centro do Rio. 

A Polícia constatou que 44 funcionários fantasmas foram inseridos no Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos da folha de pagamento da Secretaria. Em quatro meses, o prejuízo aos cofres públicos é de aproximadamente R$ 220 mil, segundo a rádio CBN.

Os suspeitos são acusados de inserção de dados falsos em sistema de informações, peculato e formação de quadrilha. Eles podem pegar até 12 anos de prisão.As investigações começaram após uma auditoria interna ter constatado que duas funcionárias de uma empresa terceirizada inseriram indevidamente pessoas na folha de pagamento do estado.