Cedae antecipa conclusão da ampliação de oferta de água em São Gonçalo

A Cedae antecipou em 14 horas a conclusão da interligação entre o sistema Imunana-Laranjal e um trecho de 6 quilômetros já concluído da nova adutora de água bruta da companhia, terminando a intervenção técnica às 3 horas da manhã desta sexta-feira. Para a realização do serviço, foi preciso retirar de operação o sistema de abastecimento de Imunana-Laranjal. O abastecimento de água nos municípios de São Gonçalo, Niterói, Itaboraí e Ilha de Paquetá devem normalizar em um prazo de 24 horas.

"A conclusão antes do prazo dessa obra demonstra a determinação dos nossos técnicos em solucionar definitivamente o problema de abastecimento em alguns pontos da rede distribuidora dessas localidades. O trecho de 6 km da nova adutora é a primeira parte da obra, com extensão total de 15 km, que futuramente vai elevar em 40% a produção de água bruta da Estação de Tratamento (ETA) Laranjal, a segunda maior do estado. Com a interligação deste trecho a estação, que atualmente produz cerca de 398 milhões de litros de água por dia, vai receber um acréscimo de 52 milhões de litros por dia, o suficiente para abastecer uma cidade com 200 mil habitantes, equivalente a Macaé. Após a interligação a Cedae colocará em teste o aumento da produção para operacionalizar, nas próximas semanas, esta melhoria", informou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

 A interligação vai elevar a vazão total da estação para cerca de 450 milhões de litros por dia e beneficiar diretamente a população de cerca de 1,5 milhão de habitantes da região abastecida pelo sistema. Segundo o presidente da companhia, a segunda etapa da obra será concluída até o primeiro trimestre de 2012.

 Juntamente com esta obra serão instaladas válvulas e realizadas novas interligações ao longo do sistema de abastecimento, permitindo maior flexibilidade de manobra e serão concluídas as ligações das novas linhas de alimentação dos reservatório de Colubandê e Marques Maneta, em São Gonçalo, além da eliminação de vazamentos na tubulação em Itambi, Itaboraí.