Anistia dos bombeiros só irá ao Senado após votação da redação final

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara abriu nesta sexta-feira prazo de cinco sessões do Plenário para que os deputados possam apresentar recurso contra o caráter conclusivo da proposta de anistia aos bombeiros e policiais militares do Rio de Janeiro. 

O objetivo do recurso seria a votação da proposta pelo Plenário (e não apenas pela comissão). Não deverá haver recurso, pois a proposta obteve consenso de todos os partidos.

Esse prazo terminará no próximo dia 13, se todas as sessões deliberativas previstas para o Plenário forem realizadas. Só depois disso a CCJ poderá votar a redação final da proposta, que poderá então ser encaminhada ao Senado.

Em razão do recesso parlamentar, de 18 a 31 de julho, a votação da proposta no Senado deverá ficar para agosto.