Aterro sanitário de Seropédica é alvo de discussão na Alerj

As comissões de Saneamento Ambiental, de Defesa do Meio Ambiente e de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) promovem, nesta sexta-feira (27), uma audiência pública sobre o aterro sanitário de Seropédica, em funcionamento desde abril deste ano.

O encontro acontece, às 10h, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho do Palácio Tiradentes. Segundo a presidente da Comissão de Saneamento Ambiental, deputada Aspásia Camargo (PV), há denúncias de que o lençol freático da região estaria em risco devido à contaminação por chorume. “Segundo o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Guandu, o aterro estaria prejudicando um aquífero na área. Achamos por bem chamar as autoridades que concederam as licenças para esclarecer o assunto”, declarou a parlamentar.

Estarão presentes na audiência o subsecretário de Estado do Ambiente, Luiz Firmino; o prefeito de Seropédica, Alcir Martinazzo; a diretora de licenciamento do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Ana Cristina Henney; e o secretário Municipal de Meio Ambiente do Rio, Carlos Alberto Muniz.