Crianças de UPPs e escola de Japeri participam de clínica de golfe

Aproximadamente 160 crianças de localidades que estão sob a ação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), no Rio de Janeiro, e cinco adolescentes da Associação Golfe Público de Japeri, na Baixada Fluminense, vão participar do HSBC LPGA BRASIL CUP 2011. O torneio internacional de golfe feminino reunirá no Itanhangá Golfe Clube, no Rio de Janeiro, nos dias 28 e 29 de maio, as 30 principais golfistas do mundo. 

Antes do começo do torneio, no dia 26 (amanhã), acontecerão as clínicas para a criançada, de 9h às 15h. Os pequenos das comunidades de Cidade de Deus, Batan (Realengo), São Carlos e São João serão divididos em quatro grupos e aprenderão noções básicas do esporte em sessões preparadas especialmente para eles com a participação de algumas atletas, entre elas, a campeã do ano passado, a americana Meaghan Francella (às 13h). 

Na sexta-feira, dia 27 (sexta-feira), às 11h30, os adolescentes de Japeri, entre 12 e 16 anos, que são golfistas, terão a oportunidade de participar da clínica de Matt Fields, diretor de instrução da renomada Hank Haney Academy, cujo dono foi o último técnico do campeão Tiger Woods. Haverá também na programação clinicas voltadas para crianças ministrada pela US Kids só para convidados. Participarão a Escola Americana e a Parque com alunos entre 6 e 12 anos.

A organização abriu 150 vagas para o público participar das Clínicas dos Iniciantes, que serão realizadas sábado (28) e domingo (29), em horários pré-definidos. As inscrições só poderão ser feitas pelo e-mail [email protected] <mailto:[email protected]> . Essa é uma iniciativa da Confederação Brasileira de Golfe em parceria com a Brasil1 Esporte.

Sobre o LPGA Tour: o LPGA Tour, ligado à Associação Feminina das Profissionais de Golfe sediada nos EUA (LPGA), é o principal circuito de golfe feminino do mundo, com um total de prêmios superior a US$ 44 milhões. Fundado em 1950, realiza atualmente a cada ano 27 torneios em 12 países. São competições que reúnem as melhores jogadoras do mundo, que só podem disputar os eventos do LPGA Tour depois de passarem por disputadíssimos torneios classificatórios. O torneio vai distribuir a maior premiação da América Latina: US$ 720 mil.