Prefeitura flagra taxistas cobrando “no tiro” no entorno do Engenhão

Na segunda noite de show do cantor Paul McCartney, dois taxistas que cobravam valores abusivos a passageiros foram pegos em flagrante pela Prefeitura. Como previsto no Código Disciplinar da modalidade, ambos tiveram os veículos lacrados e sofrerão processos na Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) com o objetivo de terem as suas permissões cassadas junto à Prefeitura. Recentemente, 20 taxistas tiveram as suas permissões cassadas por terem cometido esta mesma infração.

O flagrante foi possível porque o planejamento estratégico de fiscalização elaborado e executado pela SMTR para combater possíveis irregularidades nos transportes, no entorno do Estádio do Engenhão, também incluiu ações de fiscais descaracterizados. Dessa forma, os maus taxistas foram flagrados enquanto negociavam o preço das corridas sem o uso obrigatório do taxímetro, na Rua das Oficinas, na Ala Norte do estádio.

Nos dois dias de show, os fiscais abordaram um total de 152 táxis, tanto no momento de desembarque como no de embarque de passageiros, para checar se estavam com o taxímetro ligado. Também foram conferidas possíveis irregularidades na documentação dos veículos e dos motoristas, o que ocasionou, no domingo (22), o lacre de cinco táxis por terem apresentado problemas nestes itens. 

Na segunda-feira (23), a SMTR também flagrou dois veículos do Transporte Especial Complementar (TEC), na Avenida Dom Helder Camara, que não possuíam autorização para prestar o serviço de transporte remunerado de passageiros no município. Por estarem circulavam em condição “pirata”, ambos foram removidos para um depósito público.