Antonio Carlos Bitencourt é o novo desembargador do Tribunal de Justiça do Rio

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, deu posse nesta segunda-feira, dia 23, ao juiz Antonio Carlos dos Santos Bitencourt no cargo de desembargador. Carioca, o magistrado atuou por mais de 20 anos na Comarca de Volta Redonda, na Sul do estado, onde era titular da 2ª Vara Criminal. O presidente do TJ disse que a justiça foi feita.

"A justiça tarda, mas não falha. Ninguém fica 26 ou 27 anos em uma mesma vara sem que tenha o respeito de seus jurisdicionados, sem que tenha a compreensão de que faz o que pode para fazer a melhor Justiça!", disse Rebêlo dos Santos. "O doutor Antonio Carlos é um homem acessível e de sensibilidade. Ele ficou estes anos todos em Volta Redonda porque teve o respeito de todos aqueles que com ele trabalharam".

O novo desembargador do TJ fluminense foi promovido pelo critério de antiguidade, na vaga decorrente da aposentadoria do desembargador Alexandre Herculano Pessoa Varella. Ele entrou no plenário do Órgão Especial tendo como padrinhos os desembargadores Leila Mariano, diretora da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), e Luiz Zveiter, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Segundo Bitencourt, seu pai e Deus foram inspirações para a sua carreira na magistratura.

"Eu segui o exemplo e me espelhei no meu pai. Ele era advogado, era um homem extremamente correto, de uma dignidade impressionante. E eu fui para carreira jurídica como advogado de empresa. Mas depois, meus amigos falavam para eu fazer concurso público. Fiz para o Ministério Público, mas depois eu vi que não era aquilo que eu queria. Eu queria ser julgador e foi uma decisão de Deus para mim", afirmou o novo desembargador do TJ.