Taxistas mortos aumentam angústia de motoristas no Rio

Três foram mortos e um baleado, em quatro dias

Esta semana foi de terror para os taxistas do Rio de Janeiro. Entre domingo e quarta-feira, três motoristas foram mortos e um foi baleado em diferentes pontos da cidade. A série de incidentes mostra uma triste realidade, que é a completa vulnerabilidade dos profissionais da praça na cidade. 

O descaso do poder público com a categoria é evidenciado pela completa ausência de dados sobre crimes contra motoristas de táxi. Responsável pelas estatísticas criminais do estado, o Instituo de Segurança Pública (ISP) não tem qualquer informação sobre o tema. 

E não é preciso procurar muito para sentir a paranoia dos motoristas com a segurança. Contrariando a crença da maioria, nem durante o dia os motoristas se sentem seguros.

>> Leia a reportagem completa no JB Premium