Familiares reconhecem corpo de pescador na Praia da Joatinga

A mulher e um primo do pescador Marco Antônio Flangim Mascado, de 50 anos, reconheceram o cadáver encontrado na manhã desta segunda-feira(9), nas Ilhas Cagarras, como sendo o do homem desaparecido. Marco Antônio sumiu no último domingo (8), após ser atingido por uma onda na praia da Joatinga.

O corpo foi resgatado a areia da praia da Barra da Tijuca, Zona Oeste, e deve seguir para o Instituto Médico Legal, na Avenida Francisco Bicalho.

Mulheres também foram vítimas 

Duas mulheres morreram afogadas e um pescador desapareceu, na Praia da Joatinga, na tarde deste domingo (8).  Os dois casos podem ter sido provocados por uma ressaca que atingiu a orla carioca no fim de semana. As ondas chegaram a até quatro metros de altura.

As vítimas Marina Prates Lourenço, de 33 anos, e Mary Laine Ferraz Barbosa, de 36, foram resgatadas próximo ao clube Costa Brava por homens do Grupamento Marítimo da Barra da Tijuca. Elas  já estavam mortas. Marina era natural de Minas Gerais. Já Mary Laine nasceu em São Paulo, mas residia em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. 

No domingo, a água do mar alcançou o mirante do Leblon e uma parte do local teve que ser isolada. Segundo o Corpo de Bombeiros, o número de salvamentos realizados chegou a 39. Os atendimentos foi do Leme, na Zona Sul, à Sepetiba, na Zona Oeste da cidade.