Tribunal de Justiça do Rio aumenta indenização para vítimas do Voo 447

O Tribunal de Justiça do Rio informou nesta quinta-feira (5) que a 11ª Câmara Cível do TJ, por unanimidade de votos, negou recurso da Societé Air France e deu parcial provimento ao recurso da família de quatro vítimas do voo 447, que caiu no Oceano Atlântico, no dia 31 de maio de 2009, causando a morte de 228 pessoas. Os desembargadores acompanharam o voto do relator, o desembargador José Carlos de Figueiredo, e decidiram reformar a sentença de primeiro grau, aumentando de R$ 1,2 milhão para R$ 1,6 milhão a indenização por dano moral que a companhia aérea terá que pagar aos familiares. 

A ação foi proposta pelos pais e avós de Luciana Clarkson Seba, de 31 anos, que viajava com seu marido Paulo Valle Mesquita Valle, de 33 anos, e seus sogros Maria de Fátima e Francisco Eudes Mesquita Valle. Osvaldo Bulos Seba e Laís Clarkson Seba, pais de Luciana, receberão R$ 1,2 milhão e Yolanda Bulos Seba e Nicia Beatriz Kuhnert Clarkson, avós da vítima, receberão R$ 400 mil. 

O colegiado também decidiu manter o valor da pensão mensal que deverá ser paga à mãe de Luciana em R$ 5 mil, devido desde a data do óbito até a data em que a vítima completaria 70 anos de idade.

Primeiro corpo é resgatado nesta quarta

PARIS - Uma equipe de resgate conseguiu recuperar o primeiro corpo dos destroços do voo Rio-Paris da Air France que caiu no Atlântico em 2009, provocando a morte de 228 pessoas, anunciou a polícia francesa nesta quinta-feira. Segundo uma fonte, o corpo que foi levado à superfície ainda está em seu assento e em estado de decomposição, depois de ter passado quase dois anos a uma profundidade de 3,9 mil metros.

Os restos mortais foram analisados a bordo do navio e serão transferidos para Paris na semana que vem para uma eventual identificação.  A operação para resgatar os corpos começou nesta quarta-feira.

As causas do acidente com o Airbus A330, no qual morreram 228 pessoas, podem ser esclarecidas após a análise das duas caixas-pretas recuperadas domingo e segunda-feira.