Sobe para nove o número de mortos por dengue na cidade do Rio

RIO - Subiu para nove o número de mortos por dengue na cidade do Rio de Janeiro. A última vítima foi a estudante Fernanda Cristina Carvalho de Souza Freitas, de 19 anos, que estava internada no Hospital Barra D'Or, na Zona Oeste. Ela deu entrada no sábado, às 22h14, e morreu cerca de 30 minutos depois. A assessoria do hospital confirmou nesta segunda-feira que ela foi vítima de dengue hemorrágica. Em todo o estado são 25 mortos.

Os óbitos ocorreram nas seguintes cidades: Nova Iguaçu (3), Duque de Caxias (2), Magé (1), Cabo Frio (1), São Gonçalo (3), Maricá (1), Mesquita (1), Rio de Janeiro (9), São João do Meriti (3) e São José do Vale do Rio Preto (1).

Até agora, a Secretaria estadual de Saúde confirma apenas sete mortes no município do Rio, pois o balanço só é divulgado uma vez por semana, na quarta-feira. De 2 de janeiro a 26 de março foram notificados 31.412 casos suspeitos de dengue no estado do Rio de Janeiro.

Na capital, nos três primeiros meses do ano, o número de casos já é maior do que o total de 2010 e 2009 somados. A prefeitura informou que há tendência de redução de notificações da doença e que, por isso, “não está mais configurada nenhuma região com característica de alertas para surto da doença”.

No último dia 23, a Secretaria Estadual de Saúde confirmou os dois primeiros casos de dengue tipo 4 no estado: as irmãs e estudantes universitárias Caroline, de 22 anos, e Bárbara, de 21, que estão em casa e passam bem. Uma delas precisou ser internada, com fortes dores abdominais.

A secretaria municipal de Saúde confirmou no Rio de Janeiro 862 casos suspeitos de dengue somente na sexta-feira, e 890 adicionais no fim de semana. Até esta segunda-feira, o total de casos registrados desde o começo deste ano era de 14.720.