Taxista que cobrar no “tiro” terá a sua permissão cassada

Usuários devem ficar atentos e exigir o uso do taxímetro durante as corridas

Para este Carnaval, a Subsecretaria de Fiscalização (SubF) da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) informa que ações planejadas para combater  possíveis irregularidades na prestação do serviço de táxi já estão sendo realizadas, em diferentes locais da cidade, e ressalta que a colaboração da população é importantíssima para que maus taxistas não encontrem espaço para exercerem práticas ilegais, entre elas a cobrança de valores abusivos, sem a utilização do taxímetro. 

Os foliões devem ficar atentos e denunciar os casos de abuso, seja procurando uma autoridade policial ou um agente de trânsito, pois os taxistas que forem pegos cobrando a corrida no “tiro” ficam sujeitos a sofrer penalidades administrativas, incluindo a máxima delas que significa a cassação da autonomia do permissionário. 

Somente no Píer Mauá, equipes de fiscais da SMTR flagraram cinco taxistas cobrando corridas sem o uso do taxímetro, nos últimos dez dias. Dois foram surpreendidos na terça-feira (1) e os outros três foram pegos em flagrante no último dia 20. A penalidade para todos os que cobraram valores sem o uso do taxímetro foi: multa; veículo lacrado e retirado de circulação; além da iminência de ter a autonomia de permissionário cassada junto à Prefeitura. 

Disque Transporte: 2599-4728. É fundamental que no momento do registro da denúncia o usuário se identifique e forneça o máximo de informações, tais como: local, data e horário da ocorrência; nome e número de registro do condutor; e placa do veículo.