Hemorio realiza coleta de sangue na Cinelândia

 

Cerca de 220 pessoas compareceram nesta terça-feira, 1º de março, ao posto de coleta móvel montado pelo Hemorio na Cinelândia, Centro do Rio de Janeiro. A ação faz parte da oitava edição da campanha de carnaval “Vista a Fantasia da Solidariedade” e busca chamar a atenção da população para a importância de doar sangue durante o período de Carnaval. Ao todo, foram coletadas 182 bolsas de sangue.

Quem passou pelo local, teve a oportunidade de doar sangue. Foi o caso do assessor parlamentar Leandro dos Santos, que compareceu ao posto antes de ingressar no trabalho.

- É um ato de cidadania, de amor ao próximo. Quem doa sangue, salva vidas. É melhor a picada de uma agulha do que a perda de uma pessoa que amamos. Faço doação de sangue todos os anos - revela o assessor.

O objetivo da ação é manter a média de 300 doadores diariamente e alertar a população para os riscos da falta de sangue no período de Carnaval, época em que historicamente há uma queda de pelo menos 50% no número de doações voluntárias.

Vários artistas estão apoiando a campanha, além de personalidades do mundo do samba, como a escola de samba Unidos de Vila Isabel. A segunda porta-bandeira da escola, Nathália Pereira, também ressaltou a importância da doação durante o Carnaval.

- É fundamental que todos participem, principalmente durante o Carnaval. Durante o período, acontecem muitos acidentes e tem muita gente que pode doar e não doa. É essencial manter o estoque de sangue - ressaltou Nathália.

É importante que a população entenda que a doação precisa fazer parte do cotidiano. Todos os dias, muitas pessoas necessitam de sangue nas emergências dos hospitais. 

- Como é bom doar e saber que estamos ajudando o próximo. Nunca sabemos quem pode precisar. Meu filho já precisou da doação de sangue após sofrer um acidente de moto e, desde então, não paro de ajudar o próximo. Já teve ano em que doei duas vezes - explicou o operador de telemarketing, Paulo César Gomes.

Segundo a diretora geral do Hemorio, Clarisse Lobo, a ação é importante para aproximar a população do hábito da doação de sangue contínua.

- Faltando uma semana para a folia, a cidade já está em ritmo do carnaval. Hoje também comemoramos o aniversário da cidade do Rio de Janeiro, que completa 446 anos. A coleta móvel é uma grande oportunidade de aproximar a população para o hábito da doação e fazer com que todos participem e contribuam com este simples gesto - explicou a diretora.

Para ser um doador de sangue o voluntário precisa estar bem de saúde, deve levar um documento oficial de identidade com foto, ter entre 18 e 65 anos e pesar mais de 50 quilos. Não é necessário estar em jejum. O candidato deve somente evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e as bebidas alcoólicas 12 horas antes.

O Hemorio é o hemocentro coordenador do Estado do Rio de Janeiro, que abastece com sangue e derivados cerca de 180 unidades de saúde, entre elas as grandes emergências, maternidades e UTI´s.

O Hemorio fica na Rua Frei Caneca, 8, Centro, e funcionará todos os dias do Carnaval, das 7 às 18 horas. Para mais esclarecimentos, o voluntário também pode ligar para o Disque-Sangue através do 0800 282 0708, que esclarece dúvidas e horários de funcionamento das outras 26 unidades de coleta distribuídas no Rio de Janeiro.