Prefeitura inicia obras de urbanização em Costa Barros e na Pavuna

RIO - A Prefeitura do Rio deu início às obras de urbanização do Morro da Pedreira, em Costa Barros, e nas comunidades de Nova Jerusalém e do Parque Nova Cidade de Acari, na Pavuna. Com investimentos de R$ 149,9 milhões, as obras, que fazem parte do programa Morar Carioca, beneficiarão 20.300 pessoas em 5.800 domicílios localizados em uma região com o segundo menor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da cidade. A meta do programa Morar Carioca é urbanizar e implantar um sistema de controle e ordenamento do uso e da ocupação do solo em todas as favelas do Rio de Janeiro até 2020.

Acompanhado do subprefeito da Zona Norte, André Santos, e de lideranças comunitárias, o secretário municipal de Habitação, Jorge Bittar, apresentou o projeto aos moradores da região: - O fato de essa ser uma das regiões mais pobres da cidade nos mobilizou para que a gente possa trazer com prioridade o programa Morar Carioca. Essas comunidades receberão redes de água e de esgoto novas e pavimentação. Vamos construir praças, creches, uma praça do conhecimento, um cinema moderno - como o que inauguramos em Nova Brasília - porque cultura e entretenimento são importantes para os moradores dessas comunidades. Esse investimento vai reverter em qualidade de vida para todos, inclusive, com novas habitações.

Além das obras de urbanização, está prevista a construção de 1,5 mil moradias do programa Minha Casa Minha Vida, para reassentamento das famílias da comunidade Parque Nova Cidade de Acari. Um terreno de 54.500 metros quadrados (área aproximadamente de sete campos e meio de futebol) receberá toda a infraestrutura para a construção das edificações.

Nas três favelas, a Secretaria Municipal de Habitação vai instalar redes de água, esgoto e drenagem, recuperar ruas, implantar novas vias e construir três Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) – um com capacidade para receber 170 crianças e os outros dois para 120 alunos cada um. A região ganhará ainda uma escola para estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e uma Praça do Conhecimento, que vai oferecer aos jovens diversas atividades como acesso à internet e cinema.

O projeto prevê ainda a construção de um parque linear ao longo do rio Acari, que terá amplos espaços de lazer e prática de esportes. As intervenções nas três comunidades vão garantir a consolidação social e física da região. O prazo de duração das obras é de 36 meses.