Cabral diz que Lula está preocupado com famílias atingidas pelas chuvas

RIO - O governador Sérgio Cabral já está de volta ao Rio para acompanhar a tragédia provocada pelas chuvas na Região Serrana. Ele passava férias no exterior quando foi informado da situação. Em entrevista à Rádio CBN, Cabral disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está muito preocupado com a situação das famílias atingidas pelas enchentes.

"Acabei de falar com o Lula e ele demonstrou muita preocupação com a situação na Região Serrana. Ele ficou muito feliz em saber que a presidente Dilma está vindo para o Rio", disse Cabral.

Dilma vai sobrevoar esta tarde as regiões mais afetada. Os ministros da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, já estão no Rio. Dilma conversou por telefone com o governador Sérgio Cabral e ofereceu apoio dos ministérios da Integração, Defesa e Saúde. Medicamentos e recursos da Defesa Civil já foram disponibilizados.

O governador lamentou profundamente a perda de vidas na tragédia e manifestou sua solidariedade às famílias, inclusive às dos bombeiros que morreram no momento em que se deslocavam, em Friburgo, para o dever de salvar vidas.

Deverão ser liberados, por medida provisória, R$ 700 milhões do governo federal para agilizar as ações nos locais mais afetados. Em resposta a um pedido do governador, a Marinha colocou à disposição dois helicópteros para o transporte de pessoal e equipamentos dos bombeiros. Ontem, o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, e o senador Regis Fichtner sobrevooaram as áreas da tragédia e anunciaram ajuda.

- Nunca vi nada igual, nem mesmo nos deslizamentos em Angra dos Reis, no ano passado. Esse é o momento de ver o que pode ser feito para resolver a situação dessas pessoas, buscando, principalmente, desobstruir as estradas e garantir o acesso de serviços e apoio para se devolver a normalidade à população – frisou Pezão.

O subsecretário executivo de Obras, Hudson Braga, entrou em contato com o presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit), Luiz Antonio Pagot, pedindo a liberação dos equipamentos do órgão no estado para ajudar a liberação das rodovias de acesso às cidades serranas. Da mesma forma, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e empresas que fazem obras de contenção de encostas e terraplanagem na Região Serrana também estão colaborando.

De acordo com Braga, os pontos de interdição das estradas de acesso a Teresópolis e Friburgo estão sendo desobstruídos e deverão ser liberados em meia pista para permitir a chegada de mais equipamentos às cidades.

O secretário do Ambiente, Carlos Minc, o de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves, e a presidente do Inea, Marilene Ramos, também sobrevoaram as cidades atingidas. Minc afirmou que o programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal, e o programa Morar Seguro, do Governo do Estado, oferecerão cerca de 1.400 casas para os desabrigados, além dos abrigos oferecidos pelas prefeituras. (Leia Mais: Minc anuncia ações de apoio aos atingidos pelas chuvas).