Família de estilista Daniela Conolly morre em deslizamento em Itaipava

Ela é irmã do economista Erick Conolly, ligado ao grupo Icatu

A família da estilista e designer Daniela Conolly, de 39 anos, foi vítima das fortes chuvas e deslizamentos de terra na Região Serrana do Rio nesta quarta-feira. Ela, sete parentes e a babá de seu filho morreram durante a madrugada.

A família estava hospedada num sítio no Vale do Cuiabá, em Itaipava, para comemorar o anivérsário do pai dela, que também faleceu. 

Morreram o pai e a mãe da estilista; o marido e o filho, de 2 anos; a babá; e três sobrinhos, filhos do economista Erick Conolly, irmão de Daniela e diretor da holding do Icatu, que estava no Rio trabalhando.

A mulher e a filha mais velha de Erick sobrevireram e estão internadas no hospital. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

Em nota, a estilista e colunista do Jornal do Brasil, Iesa Rodrigues, lamentou a morte de Daniela e sua família:

"Daniela Connoly fugia do esquema comum dos estilistas. Era menina antenada, viajada, que começou a fazer camisetas bordadas para as amigas, com temas de rock, desenhos dos seus cachorrinhos. Convocada para os desfiles do Rio Moda Hype, fez sucesso justamente com as camisetas roqueiras - ela foi pioneira, a primeira a inventar este mix de rock e luxo no Brasil - e os complementos em jeans. Outro pioneirismo da Daniela, que usava Koolture, como marca: os shorts de jeans curtos e desfiados, usados com botas de faroeste. Para ela, moda e desfiles eram uma espécie de hobby que gostava de fazer, mas sempre preferia a vida em família."