Chega a 44 o número de mortos pelas chuvas na Região Serrana do Rio

Situação é dramática em Teresópolis e Nova Friburgo

RIO - Subiu para 44 o número de mortos pelas chuvas na Região Serrana do Rio. Em Teresópolis, há 32 mortos e em Nova Friburgo, dez. Já em Petrópolis, um casal de idosos foi encontrado morto no bairro do Brejal.

Quatro bombeiros morreram e três estão desaparecidos após um deslizamento de terra em Nova Friburgo. O grupo estava em uma viatura que se deslocava para prestar socorro a vítimas da chuva quando foi soterrada por um barranco que desabou.

Segundo o Corpo de Bombeiros, não há comunicação com o batalhão de Nova Friburgo, já que todo o município está sem energia. Ainda não há um balanço oficial dos estragos provocados pela chuva e há a possibilidade de que o número de vítimas seja ainda maior.

Na tarde de terça-feira, um homem de 64 anos e a uma criança de sete anos morreram após o desabamento de um imóvel na rua São Roque, no bairro de Olaria. Um bebê foi resgatado com vida dos escombros, além de um menino de 10 anos. Uma sétima vítima, segundo os bombeiros, teria morrido no bairro Vila Amélia. Mais de dez famílias ficaram desabrigadas ou desalojadas.

O vice-governador, Luiz Fernando Pezão, informou que a situação é muito grave na Região Serrana. Ele informou que mobilizou todos os helicópteros do governo, inclusive das polícias civil e militar, para levar bombeiros e equipamentos para as regiões mais castigadas pelas chuvas.

O coordenador da Defesa Civil de Friburgo, coronel Roberto Robadey, disse que o município registrou pelo menos 30 deslizamentos de terra nas últimas horas. Segundo ele, o volume de chuvas chegou a 260 mm em 24 horas, enquanto em todo o mês de janeiro o volume foi de 180 mm.

O fornecimento de energia elétrica foi interrompido na cidade, as ruas estão inundadas, e não há comunicação. Cerca de 60 homens da Defesa Civil atuam no resgate das vítimas. 

 

Situação também é caótica em Teresópolis

E em Teresópolis, as chuvas da madrugada já provocaram pelo menos 32 mortes, segundo o prefeito Jorge Mario. A cidade também está sem energia elétrica e muitos bairros ficaram isolados. Na BR-116, no trecho que liga o Rio a Teresópolis, há várias interdições. O trânsito está interrompido no trecho entre Teresópolis e Além Paraíba, nos dois sentidos. Deslizamentos aconteceram nos quilômetros 19, 54 e 55. Já no quilômetro 79, um caminhão foi soterrado. Não há informações sobre vítimas.

Uma árvore caiu e faz com que o trânsito siga em meia pista na BR 040, Rio-Juiz de Fora, no sentido Rio, no quilômetro 52. Trânsito também em meia pista nos quilômetros 12 e 41, por causa de barreiras que caíram. No quilômetro 9, uma pedra rolou e metade da pista teve que ser bloqueada, mas já foi liberada.