Polícia Civil recupera 440 veículos roubados em ações no Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro divulgou nesta sexta-feira (10) um novo balanço das operações realizadas no complexo do Alemão e na Vila Cruzeiro. Até ontem, os policiais recuperaram 440 veículos roubados, sendo 400 motos e 40 automóveis. O número de assaltos a veículos caiu cerca de 46,2%, em relação à primeira quinzena de novembro, segundo gráfico também divulgado pela polícia.

Com relação às armas, as operações já retiraram 548 itens de circulação. Entre elas estão 147 fuzis, 34 espingardas, 39 metralhadoras, 19 submetralhadoras, 19 carabinas, 77 revólveres e 213 pistolas. Os policiais também apreenderam 59 artefatos explosivos, sendo 44 granadas, seis bombas artesanais e nove peças bélicas não identificadas.

Ao todo cerca de 36,61 toneladas de drogas foram apreendidas, e parte delas incineradas na Companhia Siderúrgica Nacional, em Volta Redonda, Rio de Janeiro. Dentre os entorpecentes estão 36 toneladas de maconha, 418 Kg de cocaína, 161 Kg de crak e 5,2 Kg de haxixe. Durante as operações a polícia também recolheu 232,7 litros de cloreto de etila, material usado na fabricação de lança-perfume.

Até a noite de ontem 133 pessoas haviam sido presas, dentre elas 21 menores. Destes, 97 são acusados de ligação ao tráfico de drogas. Os outros foram detidos por dano qualificado, quando há a destruição de algum objeto pertencente ao Estado, Município ou União, ou a empresas concessionárias de serviços públicos.

De acordo com gráficos divulgado pela assessoria da polícia, o número de crimes de rua no local atinge um de seus menores índices, superando apenas a segunda quinzena de novembro. No período de 26 de novembro a 09 de dezembro 197 casos foram registrado, contra 178 de 16 a 25 de novembro. O mesmo período no ano de 2009 tinha registrados 303 casos de assaltos nas ruas.

Violência no Rio

O Complexo do Alemão está ocupado pelas forças de segurança desde o dia 28 de novembro. A tomada do local aconteceu praticamente sem resistência numa ação conjunta da Polícia Militar, Civil, Federal e Forças Armadas. A polícia investiga uma possível fuga de traficantes pela tubulação de esgoto do Alemão antes dos policiais subirem o morro. Na quinta, 25 de novembro, a polícia assumiu o comando da Vila Cruzeiro, na Penha. Ambos dominados, até então, pela facção criminosa Comando Vermelho. As ações foram uma resposta do Estado a uma série de ataques, que começou na tarde do dia 21 de novembro. Em uma semana, pelo menos 39 pessoas morreram e mais de 180 veículos foram incendiados por criminosos nas ruas do Rio de Janeiro.

Com informações Portal Terra