Projetos de empreendedorismo no Complexo do Alemão recebem premiação

Vencedores receberão R$ 5 mil para abrir seu negócio

RIO - Nesta sexta-feira (19/11) 15 projetos de empreendedorismo do Complexo do Alemão receberam prêmio do governo do Estado pela iniciativa de desenvolvimento de um negócio próprio. A ação, cujo objetivo é incentivar a geração de negócios nas comunidades, faz parte do PAC Social, coordenado pela Secretaria de Estado da Casa Civil por meio do Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP-Rio).

Ao todo, 630 projetos foram inscritos no projeto. Desse total, 29 foram selecionados como finalistas. Estes empreendedores participaram, ao longo dos últimos meses, de palestras e ações de capacitação, inclusive orientação em marketing e finanças, feitas por empresas parceiras do projeto.

Agora, eles terão que apresentar a sua proposta de plano de negócio. Os 15 premiados receberão R$ 5 mil do Governo estadual para começarem os seus negócios. Os demais continuarão recebendo orientação e apoio técnico dos parceiros para colocarem o seu projeto em prática.

"Este evento faz parte do eixo de desenvolvimento sustentável do PAC Social e é fruto do potencial enorme que identificamos no Alemão. São centenas de empreendedores precisando apenas de um empurrão inicial para tocar os seus negócios e é justamente esta a proposta desta ação. Vale lembrar que o evento é o ápice de um processo que capacitou e orientou centenas de empreendedores nos últimos meses e que tem como propósito resgatar a credibilidade da comunidade do Alemão, acreditando no trabalho e iniciativa de quem mora lá", disse Ruth Jurberg, coordenadora do PAC Social.

Segundo ela, para identificar e avaliar o universo das empresas e dos empreendedores da comunidade, foi feito um censo empresarial no período de 1º de Agosto de 2008 a 30 de Maio de 2009. Ao todo, foram identificadas 5.367 empresas ou empreendedores (formais e informais) no Complexo do Alemão. As informações foram coletadas a partir de entrevistas pessoais, com a utilização de um questionário.

O levantamento abordou questões para identificação da empresa, do tipo de negócio, fornecedores, perfil dos clientes, investimentos, relação com a família, com o meio ambiente e com a comunidade.