Policial militar é morto com tiro na cabeça no Centro do Rio

Rio - O soldado da Polícia Militar Bruno de Castro Ferreira, do 13º BPM (Praça Tiradentes), foi morto com um tiro na cabeça, na tarde desta quarta-feira, ao abordar dois homens suspeitos perto de banco na esquina da Avenida Rio Branco com Rua Sete de Setembro, no Centro do Rio.

Segundo informações da Polícia Militar, Bruno e outro PM faziam policiamento bancário quando desconfiaram dos homens. Durante a abordagem, houve troca de tiros e perseguição pelas ruas do bairro. Pedestres ficaram em pânico.

Os bandidos estariam tentando praticar a "saidinha de banco" em uma agência no Largo da Carioca. No primeiro cerco após a abordagem, um dos ladrões, identificado como Oswaldo da Silva Oliveira Júnior, de 22 anos, foi preso.

O segundo bandido, que havia fugido, se deparou com os policiais nas esquinas de Avenida Rio Branco com a Rua Sete de Setembro. Ele usava uniforme de uma firma de limpeza e fez um pedestre de refém. Ao ficar encurralado, o ladrão teria disparo contra a cabeça do soldado da PM.

Ele também foi ferido com um tiro no abdômen, mas morreu ao chegar no Hospital Souza Aguiar, no Centro. O caso foi registrado na 5ª DP (Gomes Freire).

De acordo com a Polícia Civil, Oswaldo Oliveira Jr seria da Favela Nova Holanda, no complexo da Maré, e possui passagem pela polícia por outros assaltos no Centro do Rio. O criminoso foi levado para a Delegacia de Homicídios (DH), que vai investigar o caso.