Carro incendiado com quatro corpos é encontrado no acesso da Serrinha

RIO - Foram encontrados, na manhã desta sexta-feira, quatro corpos carbonizados em um carro incendiado na Rua Gaspar Viana, em Cavalcanti, em um dos acessos ao Morro da Serrinha, em Madureira, na Zona Norte do Rio. Três deles estavam no porta-malas, e outro no banco traseiro. Grupos rivais estão em conflito há dez meses, no complexo da Serrinha, na disputa pelo controle da venda de drogas.

O veículo, que ficou totalmente destruído, teria sido abandonado em chamas, por volta das 4h da madrugada. Peritos retiraram os corpos e os estenderam na rua. A suspeita é de que os mortos sejam vítimas da guerra pelo controle de drogas. 

Na quinta-feira, o traficante Nilson de Oliveira Augusto, acusado de integrar a facção criminosa responsável pelo tráfico de drogas no São José, foi preso em casa com uma motosserra. Segundo policiais, o instrumento pode ter sido usado para decapitar o traficante Valmir Bernardo da Silva, o Parazão , ex-chefe do comércio de entorpecentes do Morro da Serrinha, no início de novembro.

Onda de incêndios

Nesta semana, sete veículos foram incendiados por criminosos na cidade do Rio de Janeiro. Dois policiais civis, que preferiram não se identificar, acreditam que os crimes sejam promovidos por traficantes descontentes com a instalação de Unidades de Polícia Pacificadora em 12 favelas.

– É claro que os traficantes estão insatisfeitos e não ficariam de braços cruzados. Mesmo que migrem para outros morros, eles estão perdendo dinheiro – afirmou um policial da 6ª DP (Cidade Nova). – Há informações  de que os ataques sejam uma determinação do Comando Vermelho. 

Arrastão na Tijuca

Dois homens armados promoveram arrastões em três ruas da Tijuca, na manhã desta sexta-feira. Os bandidos teriam abordaram motoristas e passageiros de veículos e até pedestres nas ruas Barão de Itapagipe, Marechal Marques Porto e Delgado de Carvalho. 

Atualizada às 14h40