RioPrevidência revisará 50 mil pensões até dezembro

     RIO - Mais de 50 mil dos 230 mil segurados do Fundo Único de Previdência Social do Estado (RioPrevidência) poderão começar o ano de 2011 com mais tranquilidade financeira. A autarquia promete zerar, até dezembro, os pedidos de revisão de pagamento de aposentadoria e pensão. Segundo o diretor-presidente do fundo, Gustavo Barbosa, o objetivo é garantir mais dignidade ao segurado, já que a média de reajuste dos benefícios pode chegar a 500%.

– Quando chegamos aqui, em 2007, encontramos mais de 45 mil pedidos de revisão de aposentadoria e pensão parados, porque foram ignorados pelas gestões anteriores. Por isso, os valores estão defasados; alguns aposentados recebem o mesmo valor há 20 anos e a remuneração não é suficiente para que eles se sustentem. Montamos uma força-tarefa com servidores especializados e temos cerca de seis mil avaliações em andamento. Até dezembro todas as pendências serão sanadas – afirma.

Segundo Gustavo, após a conclusão das revisões, terá início um trabalho de auditoria dos benefícios, para investigar se a concessão dos pagamentos concedidos nos últimos cinco anos foi feita de forma adequada. O processo demandará mais tempo e alto custo, mas é fundamental para ratificar o compromisso do órgão com a transparência da gestão.

O RioPrevidência também firmou uma parceria com a Secretaria de Planejamento e Gestão para realizar um censo previdenciário, a partir das informações cadastradas através do projeto Identidade Funcional, para estudar o perfil dos futuros segurados. O relatório, na opinião do diretor-presidente, vai ajudar no planejamento do orçamento, além de orientar as próximas ações voltadas ao servidor.

Também em dezembro, será reinaugurado o posto de atendimento da Polícia Militar, em São Cristóvão. O fundo também está estudando novos locais para instalar agências e postos, na capital e no interior do estado. – Nosso desafio é encontrar ferramentas para garantir a qualidade de atendimento, mas, sobretudo, proporcionar qualidade de vida ao segurado - disse.