PF desmonta quadrilha especializada em tráfico internacional de pessoas

      RIO - Cinco pessoas foram presas por suspeita de participarem de uma quadrilha especializada em tráfico internacional de pessoas. O bando era chefiado por Carlos Alberto Sanches Palácios, 54 anos, um peruano que vendia as pessoas para a Europa. Estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão e seis de busca e apreensão. A Operação Nobreza foi deflagrada pela Delegacia de Polícia Federal do Aeroporto Internacional Tom Jobim - Galeão, na Ilha do Governador. 

De acordo com Alcyr Vidal, delegado responsável pelo caso, Palácios trazia peruanos para o Brasil dizendo que eles eram turistas. Todos ficavam hospedados em hotéis e em apartamentos na Cidade Alta, em Cordovil. O bando confeccionava documentos falsos para os estrangeiros conseguirem viajar.

Palácios já tinha sido preso anteriormente por falsificação de passaporte. A policia ainda tenta encontrar uma integrante da quadrilha que conseguiu fugir.