Inea vistoria mancha de óleo no costão de Gragoatá, em Niterói

O Serviço de Operações de Emergência do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão executivo da Secretaria do Ambiente, vistoriou na manhã desta terça-feira (19/10) uma mancha de óleo nas proximidades do costão de Gragoatá, em Niterói. A mancha, com cerca de 500 metros de extensão, está em processo natural de degradação, a chamada iridescência, e não ameaça as praias da região, mas os técnicos do Inea continuam fazendo o monitoramento do local.

A Capitania dos Portos tentou recolher material para análise, mas o óleo estava por demais diluído. Nestes casos, a hipótese mais provável para o surgimento de tais manchas costuma ser a limpeza inadequada de tanques de lastro de navios.