Candidata derrotada, vereadora de Angra é presa por coação

 

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta sexta-feira (8) a presidente da Câmara de Vereadores de Angra dos Reis, no litoral sul fluminense, Vilma dos Santos (PRB), cuja detenção havia sido decretada no dia 1º, por coação de testemunhas, mas não pudera ser cumprida devido a ela ser candidata a deputada estadual. A legislação eleitoral não permite que candidatos sejam presos a partir de 15 dias antes da votação, a não ser em flagrante.

A vereadora havia sido indiciada por corrupção eleitoral, uso da máquina pública para fins eleitorais e formação de quadrilha, após fiscais da 147ª Zona Eleitoral fecharem, em janeiro, seu gabinete que servia de fachada para um centro social.

Ao prestarem depoimento, as testemunhas disseram sofrer ameaças de Vilma dos Santos, então indiciada também por coação no curso do processo. Ela não conseguiu se eleger. O advogado da vereadora, Marcos Ubiraci, também foi preso hoje, pela acusação de coagir as testemunhas.