Receita Federal e Correios apreendem cocaína escondida em remessas postais no aeroporto do Rio

       RIO - Uma operação de rotina da Receita Federal no Aeroporto Internacional do Galeão permitiu a apreensão hoje de cerca de 2 quilos de cocaína, que seriam enviadas ao exterior em cartas e embalagens de vários tipos, inclusive de remédios.

De acordo com a Receita Federal, o comportamento dos cães farejadores, na inspeção a que é submetida toda a correspondência destinada ao exterior, foi o que chamou a atenção do Grupo de Despacho de Remessas Postais Internacionais (GDRPI) do órgão, que trabalham em cooperação com a equipe dos Correios no aeroporto.

A droga estava escondida em cartas, embalagens de remédios em tubos e frascos e até mesmo em botões de roupas e livros infantis. As remessas tinham como destino, entre outros países, o Reino Unido, a Espanha e a Austrália.

Ainda segundo a Receita Federal, não foram feitas prisões, mas os remetentes, todos de São Paulo, serão investigados.