Justiça decreta prisão de membros de quadrilha do Morro dos Macacos

JB Online

RIO DE JANEIRO - O juiz da 3ª Vara Criminal, Guilherme Schilling Pollo Duarte, recebeu a denúncia e decretou a prisão preventiva de Fabiano Atanásio da Silva, vulgo FB, Leandro Domingos Berçot, o Lacoste; Luiz Carlos Santino da Rocha, o Playboy, e Magno Fernando Soeiro Tatagiba de Souza, o Magno da Mangueira. No dia 17 de outubro de 2009, durante uma invasão no Morro dos Macacos, os acusados causaram a morte de três policiais, lesão corporal em outros seis, além provocarem a queda e o incêndio no helicóptero Fênix 3 da Polícia Militar. Eles responderão pelos crimes de associação para fim de tráfico de entorpecentes, com emprego de arma de fogo, e homicídio, consumado e tentado, em estrutura de organização criminosa.

A quadrilha, pertencente ao Comando Vermelho, liderada por Fabiano Atanásio, invadiu a comunidade controlada pelo grupo criminoso rival Amigo dos Amigos, para expansão do domínio territorial e dos postos de venda de drogas. Durante o conflito armado entre os grupos rivais, nos limites das comunidades do Morro do São João com o dos Macacos, a policia foi chamada para intervir. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Fabiano determinou previamente a seus comparsas que empregassem violência consistente em efetuar disparos contra todos os opositores à ação do grupo .

Ainda, segundo o Ministério Público, neste mesmo dia, por volta de 10 h, pessoas pertencentes ao Comando Vermelho, efetuaram disparos contra os policiais Marcelo Vaz de Souza, Marcelo de Carvalho Mendes, Anderson Fernandes dos Santos, Izo Gomes Patrício, Marcos Stadler Macedo, Edney Canazaro de Oliveira, todos tripulantes do helicóptero modelo AS 350 B2 Esquilo , PR-EPM, nº de série 3809, conhecido por Fênix 03, da Polícia Militar, que se encontrava na divisa dos Morros do Macaco com o São João. Os disparos resultaram na morte dos PMs Marcos Stadler, Edney Canazaro, e Izo Patrício e lesão corporal nos demais. Na operação, os policiais William de Souza Noronha, Andre Luis dos Santos Guedes e João Jacques Soares Busnelo também foram feridos à bala.

(Informações da Assessoria de Imprensa)