Sarau na comunidade Tavares Bastos atrai adultos e crianças

JB Online

RIO - O feriado do Dia da Independência foi de muita poesia e contação de histórias para adultos e crianças que participaram do Sarau da Mariazinha, realizado no Centro Cultural Zezé Motta, na comunidade Tavares Bastos.

Crianças da rede estadual de ensino foram convidadas para ouvir as histórias de Mariazinha, uma personagem de 10 anos de idade que adora ler e escrever, criada pela escritora e produtora Cláudia Gomes, da Se7e Ar7es Produções. Para Cláudia, o importante é incentivar a literatura, a leitura e a escrita entre as crianças.

- As crianças acompanham e participam ativamente e isso me motiva nesse projeto, cujo primeiro encontro é este, mas passará a ser mensal - disse.

Participaram, também, do Sarau, crianças do projeto Girolivro, da comunidade Tabajara. Maria Eduarda Moura, aos 9 anos, já é uma contadora de histórias. Para ela, que começou a ler aos 4 anos, os livros modificaram sua vida.

- Quando comecei a ler, minha vida mudou porque conheci os livros e as histórias - contou.

Lucia Morais, responsável pelo projeto Girolivro, considera a leitura um caminho para introduzir as crianças na arte e na cultura. - Através da arte e da cultura podemos salvar as crianças de alguns rumos da sociedade - explicou.

Após o evento, que contou com a ajuda de doações e com o trabalho de voluntários, artistas e participantes tiveram uma pausa para confraternizar e conhecer outro projeto ligado à reciclagem.