Estelionatário é preso, por azar, com documentos de foragido

JB Online

RIO DE JANEIRO - A polícia prendeu, na tarde desta sexta-feira, ngelo de Almeida Maciel, 30, acusado de estelionatário por usar cartões de crédito e cheques de outras pessoas.

Segundo a polícia, por azar, o criminoso estava com os documentos de Hélio Anderson da Silva, 31, acusado de ter matado a namorada, em 2007, e escondido seu cadáver, na Baixada Fluminense.

Os policiais realizaram a ação atrás de Hélio, que é procurado desde o crime que cometeu. Ao chegarem na casa dele, na Rua Sarmento, eles encontraram ngelo. Além dos documentos de Hélio, o estelionatário estava com documentos de outras pessoas.

Laptops e notas fiscais foram apreendidas durante a ação. Hélio Anderson da Silva permanece foragido.