Bala que matou menino em Ciep não partiu da PM, diz perícia

JB Online

RIO DE JANEIRO - Segundo a perícia realizada para investigar a razão da morte do estudante Wesley, 11, que foi atingido por um tiro durante, em julho, em sala de aula no Ciep Costa Barros, na Zona Norte do Rio, o projétil não partiu de nenhum dos 44 fuzis entregues por PMs que participaram de operação nos morros.

Contudo, a Delegacia de Homicídios continuará a investigação para identificar o autor do disparo que matou o menino.