Avenida Radial Oeste é campeã na circulação de táxis irregulares

JB Online

RIO - A Avenida Radial Oeste - importante via de acesso que liga a Zona Oeste ao Centro do Rio, passando pelo Estádio do Maracanã - é o local onde a Subsecretaria de Fiscalização (SubF) de Transportes encontrou a maior incidência de táxis irregulares no município. De acordo com um estudo feito por esta Subsecretaria, a Radial Oeste obteve 42,18% de reprovação, ou seja, percentual de táxis retirados de circulação, quanto ao número de fiscalizados.

O cálculo teve como base os resultados das operações realizadas pela SubF em diversos pontos considerados de interesse turístico, em quase seis meses de atuação. Em segundo e terceiro lugares na estatística, o Corcovado e a Quinta da Boa Vista obtiveram 40,31% e 39,43% de reprovação, respectivamente.

Na sequência, a Lapa aparece em quinto lugar, com 37,14% de táxis tirados de circulação por conterem irregularidades que poderiam colocar em risco a segurança dos usuários desta modalidade de transporte.

Táxis que circulavam por outros pontos de interesse turístico e de entrada/saída da cidade também foram alvo da fiscalização da SubF, tais como: Aeroporto Santos Dumont (30,06%); Píer Mauá (29,20%); Pão de Açúcar (26,20%); Rodoviária Novo Rio (26,11%) e Aeroporto Internacional Tom Jobim (14,19%).

O número de táxis que já passaram pela avaliação dos fiscais da SubF nos pontos de interesse turístico e de entrada/saída do Rio chegou a 2.350 no período, o que equivale a 59,50% do total de veículos fiscalizados pela SubF nos diferentes modais de transporte (ônibus, TEC, fretamento, táxi, entre outros), em diversas localidades do município.