Pai e irmão do atropelador de Rafael voltam a depor depois de almoçar

JB Online

RIO DE JANEIRO - O pai e o irmão do motorista responsável pela morte do jovem Rafael Mascarenhas, filho de Cissa Guimarães, retornaram à 15ª DP (Leblon), para continuar o depoimento.

O depoimento foi interrompido para que ambos pudessem almoçar. A primeira parte do depoimento durou quase três horas.

O objetivo da polícia é tentar esclarecer as declarações feitas pelo lanterneiro Paulo Sérgio Gentille Muglia na noite de quinta-feira, dia 22. Ele disse que os dois tentaram esconder os estragos causados pelo atropelamento, pedindo que o lanterneiro fizesse o serviço com urgência. Paulo ainda afirma que encontrou vestígios de pele no veículo.