Ministério do Trabalho e Secretaria de Educação selam parceria

JB Online

DA REDAÇÃO - O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, e a secretária de estado de Educação, Tereza Porto, assinaram, nesta quinta-feira (24/0), um acordo de cooperação para o desenvolvimento das ações do Plano Setorial de Qualificação (Planseq) - Educação e Tecnologia da Informação. O evento aconteceu no Ciep 434 Professora Maria José Machado, em Duque de Caxias, um dos 133 Cieps do estado que serão beneficiados com a parceria. O programa vai oferecer formação profissional a 7 mil alunos do Ensino Médio e das séries equivalentes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O Planseq tem como objetivo preparar estudantes acima de 16 anos para o mercado de trabalho, em ocupações no setor de Tecnologia da Informação. O curso será oferecido pela IBM, que usará os espaços e equipamentos cedidos pela SEEDUC. A formação estará aberta inicialmente a 10 mil alunos e, na primeira etapa, terá carga de 30 horas/aula, a distância, em oito módulos. Aqueles que tiverem aproveitamento de 70% serão inscritos automaticamente na segunda fase, com aulas presenciais (80h) e pela internet (190h). Concluída a qualificação, os jovens estarão aptos a atuar no mercado como operadores de sistema ou de help desk.

A cerimônia de assinatura foi antecedida por uma audiência pública, comandada pelo secretário de Políticas Públicas e Emprego do MTE, Carlos Simi; pela assessora do MTE, Mariangela Coelho; pelo secretário municipal de Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro, Augusto Ribeiro; pela superintendente da SEEDUC, Inês Silva, e pelos executivos da IBM, Edson Luiz Pereira e Gustavo Rabelo. A plateia, formada em sua maioria por professores e alunos do Ciep, assistiu a apresentações sobre o plano e sobre a história dos Cieps, e pôde tirar dúvidas sobre o programa.

Também ficou definida a comissão para a elaboração do projeto. O documento será montado pelo secretário municipal de Trabalho do Rio de Janeiro, Augusto Ribeiro; pelo executivo da IBM, Edson Luiz Pereira, e pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas, Cursos e Treinamentos de Informática e Provedores de Internet (Sindierj), Claudemis da Cunha, representando, respectivamente, poder público, patrão e empregado.

O próximo passo será a publicação do edital de chamada pública para a seleção, a cargo do MTE. Também serão fechados convênios com a iniciativa privada, com o intuito de aumentar as chances de absorção desses jovens pelo mercado de trabalho. A previsão é que o curso aconteça entre setembro deste ano e junho de 2011.

Esta é a realização de mais uma etapa de um sonho. Fui coordenador dos primeiros 20 Cieps do estado do Rio. O Ciep é um espaço que dá dignidade, cidadania. Encontrei a Tereza Porto na inauguração de um Ciep em São Gonçalo (Ciep George Savalla - Palhaço Carequinha) e sugeri que fizéssemos uma qualificação na área de TI. O investimento é de R$ 9,5 milhões. Estou muito feliz com a parceria. Aprendi com o professor Darcy Ribeiro que Educação não é despesa, é investimento defendeu o ministro Carlos Lupi.

A secretária de Educação, Tereza Porto, lembrou a dedicação do Governo do Estado ao projeto dos Cieps.

- Sou filha de professores da rede pública e vivi a implantação dos Cieps. Conheço o Lupi daquela época. Hoje, tenho muito orgulho de ser do governo que tanto tem valorizado esses prédios e lutado para resgatar o projeto original. Dos 503 Cieps contruídos, 330 ainda estão sob gestão estadual. Inicialmente, a qualificação estará em 133 Cieps de 15 municípios da Região Metropolitana. Estou muito animada. Tenho certeza que a parceria trará resultados positivos para os nossos alunos declarou a secretária.

Carlos Simi, secretário do MTE, lembrou que o Brasil está crescendo e que a Copa do Mundo de 2014, por exemplo, trará cerca de 4 milhões de novos postos de empregos.

- Temos que apostar nesse potencial. O aluno da rede pública que encerra o Ensino Médio tem um vácuo em sua vida, porque não tem formação específica para o mercado de trabalho. Nossa prioridade no Ministério do Trabalho é a qualificação profissional e o setor de TI precisa de mão de obra. Será uma parceria vitoriosa considerou.

O executivo da IBM, Edson Luiz Pereira, confirmou a necessidade de mais profissionais para o setor.

- Tínhamos 3800 funcionários no ano de 2004 e chegamos a 21 mil no fim de 2009. Só não crescemos mais por falta de mão de obra. Hoje perdemos empregos para a Índia, por exemplo. Por conta das estatísticas, a IBM vem se preocupando em fazer um trabalho voltado para a sociedade e para o desenvolvimento do setor no país contou Pereira.

No que depender da empolgação da equipe do Ciep 434, unidade referência para o projeto piloto, o sucesso da iniciativa está garantido.

- Costumo dizer que temos que colocar sonhos na cabeça dos nossos alunos. Eles têm que pensar grande. Ficamos muito felizes com oportunidades assim comemorou a diretora Maria José da Fonseca.