Veja o que funciona nesta sexta-feira, dia de jogo da seleção

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Esta sexta-feira é dia de jogo da seleção brasileira. E, apesar de o Estado e a prefeitura decretarem ponto facultativo, a maioria dos serviços essenciais funcionará normalmente.

O Metrô Rio informou que, se preciso, disponibilizará trens extras, antes e depois da partida. A concessionária colocará um telão na estação Carioca, para a exibição do jogo, marcado para as 11h.

Os bancos estarão abertos de 8h às 10h30 e das 14h às 16h. E as agências de correios fecharão apenas de 10h30 às 13h.

Das 7h às 10h, as barcas terão intervalos de 10 minutos na linha Niterói-Praça Quinze. Após a partida, volta os 20 minutos entre uma partida e outra.

O Tribunal de Justiça do Rio abrirá em regime de plantão 24 horas, no prédio da Rua Dom Manuel, 29, na Glória.

De acordo com a Supervia, os trens terão funcionamento normal. Contudo, no horário de pico, os ramais de Deodoro, Bangu e Campo Grande terão intervalos de 7 minutos, enquanto os de Nova Iguaçu e Saracuruna, 30; Queimados, 40; e Santa Cruz, Japeri e Belford Roxo, 15 minutos.

Todas as feiras livres vão ser montadas, com excessão da que ocupa a Rua Alzira Brandão, na Tijuca. Lá será montado um telão de 12 metros de área para o jogo e são esperadas cerca de 30 mil pessoas. O trânsito será interditado a partir das 9h, da Rua Marquês de Valença até a Rua Valparaíso, para facilitar a chegada do público. Depois da partida, haverá show de Felipe Dylon, Swing & Simpatia, Dr. Zeh, MC Naldo, Buchecha e da bateria da Unidos da Tijuca.

Cerca de 450 policiais farão a segurança, além do efetivo dos Bombeiros.