Alerj aprova reajuste para servidores estaduais

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - A Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) aprovou nesta quinta-feira uma série de medidas que beneficiarão pelo menos seis categorias de servidores públicos. O impacto previsto nas contas do governo é de R$ 400 milhões só neste ano. Para o ano que vem, a estimativa é de R$ 800 milhões. Cerca de 300 mil servidores terão direito a reajustes.

Os profissionais incluídos são: funcionários do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), que terão aumento de 10%; servidores da Universidade Estadual do Rio (Uerj), da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), que terão 22% de reajuste; funcionários da Procuradoria Geral do Estado, Ministério Público e Legislativo, com aumento de 5%; e servidores da Fundação Santa Cabrini, que receberão um reajuste de 10%.