Desabrigados recebem 594 moradias no Alemão

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Passados dois meses das chuvas que assolaram o Rio de Janeiro, 594 famílias que residiam em áreas de risco de várias partes do estado e ficaram desabrigadas recebem, nesta quinta-feira, do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes, as chaves de unidades habitacionais nos conjuntos Acácias e Palmeiras, no complexo de favelas do Alemão. As moradias foram construídas com apoio do Programa Minha Casa Minha Vida. Além dessas unidades, serão inaugurados o Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes e entregues outros 384 apartamentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no mesmo complexo.

Os apartamentos do PAC se distribuem em duas áreas. Na antiga fábrica de lingeries Poesi, foram construídos 22 blocos de 16 apartamentos cada, totalizando 352 unidades. Ainda na região, que recebeu pavimentação, tratamento paisagístico e sistema de drenagem pluvial, está localizada a escola batizada em homenagem ao jornalista Tim Lopes, morto por traficantes do complexo em 2002. Instalado em um prédio de três andares, o colégio terá capacidade de atender até 1.800 estudantes, que contarão com biblioteca, quadra poliesportiva coberta, piscina e auditório.

Os outros 32 apartamentos do Programa de Aceleração do Crescimento estão localizados no Morro do Adeus. As unidades do térreo dos dois blocos do conjunto habitacional serão destinadas a portadores de necessidades especiais.

As residências do Programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal, foram construídas no terreno onde funcionou a fábrica da Coca-Cola, também na estrada do Itararé.