Prefeitura acaba com loteamento irregular em Campo Grande

JB Online

RIO - Uma operação Choque de Ordem deflagrada pela Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop), na manhã desta terça-feira, 8 de junho, demoliu três construções irregulares e acabou com um loteamento ilegal que estava sendo erguido dentro do Parque Natural Municipal da Serra do Mendanha, em Campo Grande, Zona Oeste.

Todos os imóveis derrubados, localizados na Rua Guandú do Senna e o início de construção para loteamento, na Estrada do Figueira, estavam desabitados. As obras irregulares já haviam sido embargadas, em 21 de janeiro deste ano, pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC), que notificou os responsáveis pelas construções, em 6 de maio. Entre as irregularidades constatadas pelos agentes da Prefeitura estavam: o parcelamento do solo sem autorização, dano ambiental devido ao plantio de bananeiras em Área de Preservação Ambiental Permanente e a criação de animais.

Durante o Choque de Ordem no Parque da Serra do Mendanha, a fiscalização também descobriu uma granja que funcionava sem alvará para abate e criação de aves. O responsável foi notificado por exercer a atividade comercial irregular.

- É um absurdo as pessoas degradarem uma das principais áreas de preservação ambiental da Cidade. Vamos continuar combatendo as construções ilegais promovidas por grupos de milicianos que erguem imóveis irregularmente e cometem o crime de desmatamento para lotear o solo - afirmou Alex Costa, secretário de Ordem Pública.

Participaram do Choque de Ordem 70 pessoas entre: agentes da Subsecretaria de Operações e de Integração Social da Seop, da Secretaria Municipal de Conservação, garis da Comlurb, funcionários da Light e da Cedae, Defesa Civil, guardas municipais, com apoio de policiais militares do 14ª BPM (Bangu). Uma retroescavadeira e dois caminhões foram utilizados no trabalho de demolição.

AS INFORMAÇÕES SÃO DA ASSESSORIA DE IMPRENSA