Comandante de navio norueguês é acusado de estupro

JB Online

RIO - O norueguês John Erling, de 41 anos, comandante de um navio que presta serviços à Petrobras, foi acusado de estuprar e manter em cárcere privado uma garota de programa. Ele está preso na sede da Polícia Federal, na Praça Mauá, e deve ser levado hoje para o presídio Ary Franco, em Água Santa, na Zona Norte do Rio.

A mulher, de 26 anos, disse que conheceu John em uma boate de Copacabana. Os dois foram para o navio por volta das 4h. O programa deveria durar duas horas, mas ela teria sido impedida de sair da embarcação por que o comandante a acusou de ter roubado R$ 5 mil.