Instalado trecho final da passarela entre as torres do Metrô Ipanema

JB Online

RIO - A partir de hoje, a paisagem de Ipanema não é mais a mesma. Neste sábado (29/05), o Governo do Estado instalou, com sucesso, o trecho final da passarela entre as duas torres do elevador que liga a Estação General Osório do metrô ao Morro do Cantagalo. A última parte da passarela uma estrutura de 18 toneladas, com 24 metros de comprimento, 3,50 de altura e 3,50 de largura foi instalada a uma altura de 54 metros do nível da rua e já enfeita a paisagem da Zona Sul do Rio.

Para levantar a passarela foi necessário um guindaste especial, capaz de sustentar até 220 toneladas. Mais de 30 homens, entre técnicos e engenheiros, estiveram envolvidos diretamente na operação, que teve início às 07h e durou uma hora aproximadamente. Mas, para a instalação ser feita com sucesso, foram necessários mais de oito meses de preparativos, que envolveram um planejamento detalhado, ajustes criteriosos para o deslocamento do guindaste e, até o monitoramento do clima nos últimos dias.

Hoje, graças a Deus, o tempo ajudou. Se tivéssemos vento acima de 4 metros por segundo não poderíamos erguer a passarela e teríamos que atrasar a obra. Mas deu tudo certo e agora sim podemos dizer que unimos o morro e o asfalto em Ipanema , comemorou o diretor de Engenharia da Secretaria Estadual de Transportes, Bento Lima.

A primeira parte da passarela, com as mesmas dimensões da que foi instalada hoje, foi construída, parte a parte, sobre andaimes ancorados na encosta do Morro do Cantagalo, durante o mês março. Mas, devido à altura do segundo trecho, e por uma questão de segurança dos trabalhadores e da comunidade, os engenheiros optaram por instalar o restante da estrutura já montada.

Foi uma operação delicada e cuidadosa, e o resultado saiu como queríamos. Essa foi à etapa mais complexa da obra. Agora, o elevador está praticamente pronto. Fica faltando apenas os acabamentos e a limpeza final das torres e a urbanização do entorno da obra , comentou Juliano Penteado, gerente de produção da obra.

Muitos moradores acordaram cedo para assistir a operação. Uns preferiram acompanhar das janelas de casa, outros preferiram ver a cena, pouco comum, de perto, e foram para os arredores a obra. O vice-presidente da Associação de Moradores do Morro do Cantagalo, Paulo Cezar dos Santos, não perder um só detalhe e ficou impressionado de ver a imensa estrutura içada no ar.

Foi um trabalho incrível. Isso é uma obra de primeiro mundo. É um presente e tanto para a comunidade. Temos aqui muitos idosos, grávidas, deficientes físicos; e a antiga subida era muito íngreme, era uma escada imensa. O elevador vai melhorar demais nossas vidas. E além de valorizar as nossas casas, vai trazer o progresso para a comunidade. O mirante vai atrair muitos turistas e gerar economia para gente , comemorou Paulo Cezar, lembrando que os bares, o comércio e as pequenas pensões do morro já começaram obras de ampliação com vistas aos novos visitantes.

O Elevador do Cantagalo já está sendo considerada a mais nova obra arquitetônica da cidade. As duas torres, a primeira de 64 metros e a segunda de 31 metros, são revestidas por lâminas metálicas coloridas em um belo dégradé de tons de verde e azul, contrastando com o céu da cidade. O topo da mais alta abrigará um mirante, que vai vira mais um ponto turístico para o Rio. Lá de cima é possível ver toda praia de Ipanema e Leblon, a Lagoa Rodrigo de Freitas e o Corcovado. Nela, o elevador também será panorâmico.

O elevador é uma obra inovadora. As torres são lindas e tanto vão enriquecer ainda mais a paisagem da Zona Sul, quanto facilitar a vida de milhares de moradores da comunidade do Cantagalo. A obra mudará a qualidade de vida dessas pessoas, que passarão a contar com um deslocamento digno e acessível até a parte alta do morro , frisou o secretário estadual de Transportes, Sebastião Rodrigues.

Juntos, os dois elevadores terão capacidade para transportar até 100 pessoas ao mesmo tempo, sendo 60 pessoas na primeira torre e 40 na segunda. Eles serão interligados ao metrô através do acesso da rua Teixeira de Melo. O conjunto total da obra está previsto para ser inaugurado no final de junho.