Operação cerca pedófilos da Zona Oeste

Thiago Feres, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - No Dia Nacional de Combate à Pedofilia, policiais civis da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) prenderam nesta terça-feira o pedreiro Petrônio Barbosa, 39 anos, morador do bairro da Taquara, em Jacarepaguá (Zona Oeste). O homem é acusado de molestar os três sobrinhos e foi localizado pelos policiais num canteiro de obra na Avenida das Américas. As operações para cumprir cinco mandados de prisão foram iniciadas pela Polícia Civil na última sexta-feira.

Outras duas pessoas já foram presas, mas não tiveram os nomes revelados sob a alegação de preservação das vítimas. Entre os outros suspeitos, está um policial militar lotado no Quartel General da PM. Ele foi preso nesta segunda-feira, no Centro, com o auxílio de agentes que trabalham de dentro da Corregedoria da Polícia Militar. Segundo as investigações, ele é acusado de estuprar a própria filha.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi um dos motivadores da nossa operação destacou o delegado Luiz Henrique Marques, titular da DCAV. Vamos continuar trabalhando para cumprir os dois mandados de prisão que ainda estão faltando e acabar com essa barbaridade contra crianças e adolescentes.

Ainda de acordo com o delegado, o terceiro preso também foi surpreendido em Jacarepaguá. Em média, 30 inquéritos policiais são concluídos por mês na DCAV, que conta ainda com uma equipe de psicólogos. De lá, os jovens são conduzidos para um dos 11 pontos de atendimentos da Fundação para a Infância e Adolescência (FIA). Denúncias podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia Nacional, através do número 100.

A violência contra crianças e adolescentes também foi discutida nesta terça-feira na Câmara de Vereadores do Rio. Liliam Sá (PR), que presidiu o debate, lamentou o pouco investimento na delegacia especializada.

O sistema de informática é precário, o delegado serve café e atende telefone. Os inspetores se viram. A sala onde os psicólogos atendem crianças maltratadas tem brinquedos precários destacou a vereadora concluiu.

Nova campanha

Nesta terça-feira, foi lançada em Brasília a primeira edição do Prêmio Neide Castanha, que reconhecerá pessoas e entidades que se destaquem na defesa e promoção dos direitos infanto-juvenis e no enfrentamento da violência sexual.

Um terço das 124 mil denúncias registradas pelo serviço do Disque-Denúncia, entre maio de 2003 e abril de 2010, envolvem tráfico de criança e adolescente, pornografia, exploração sexual, e, principalmente, abuso sexual. Distrito Federal, Mato Grosso do Sul e Maranhão lideram o ranking de ligações.