Polícia indicia PM que teve perna dilacerada em explosão no RJ

Portal Terra

RIO - O delegado titular da 35ª DP (Campo Grande), Fábio Barucke, autuou em flagrante o policial militar Braz Luiz de Oliveira, que ficou gravemente ferido, com cerca de 90% do corpo queimado e a perna dilacerada, após seu carro explodir na garagem de sua casa, na manhã desta terça-feira. Foi encontrada em sua residência armamento de uso restrito - 17 munições de fuzil calibre 7.62, uma touca ninja, duas espadas samurai, um par de luvas, uma pistola e um revólver.

De acordo com o delegado, parentes do policial afirmaram que ele costumava guardar esse tipo de artefato em casa. Segundo as primeiras análises feitas pelo Esquadrão Antibomba, a explosão foi acidental. O PM estaria com uma bomba caseira no veículo, que caiu acidentalmente e explodiu. Segundo Barucke, o impacto aconteceu de fora para dentro na porta do carro.

O veículo, movido a gás, explodiu na garagem de casa do PM e o impacto quebrou vidros das janelas de vizinhos. Parte da residência foi atingida pelo fogo.

Oliveira foi levado em estado grave para o Hospital Rocha Faria e, depois, transferido para o Hospital Central da Polícia Militar.