Veja o que abre e fecha no Rio neste feriado de São Jorge

Portal Terra

RIO - Esta sexta-feira é feriado no estado do Rio de Janeiro, uma data reservada para lembrar o martírio de São Jorge, que, segundo a tradição católica, foi um capitão do exército romano nascido na Capadócia (Turquia). Nas religiões afro-brasileiras, São Jorge é relacionado aos orixás Oxossi e a Ogum, dependendo da região do país. O feriado estadual de São Jorge foi instituído em 2008.

Veja o que abre e fecha na cidade do Rio de Janeiro nesta sexta:

Shoppings - A maioria dos shoppings abrirá as lojas a partir das 15h. As praças de alimentação e cinemas funcionam a partir de meio-dia, em alguns shoppings, esse horário cai para as onze, são eles: Bangu Shopping e Shopping Grande Rio

Comércio de rua - As lojas de rua não abrirão no feriado. A maior parte das bancas de jornal, farmácias e restaurantes do centro fica fechada. Já em outras áreas da cidade, alguns comerciantes optaram por abrir normalmente.

Supermercados - Algumas redes funcionarão em horário reduzido, até as 14h, mas a maioria funcionará normalmente, das 8h às 22h.

Escolas e Universidades - Período de recesso.

Bancos - As agências estarão fechadas para atendimento ao público na quarta-feira. As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem nesta data pode ser pagos na segunda-feira (26/04), sem incidência de multa.

Metrô - O metrô irá funcionar das 07h às 23h. A transferência entre as linhas 1 e 2 será feita somente na Estação Estácio.

Supervia - No dia 23 dia abril, os trens dos ramais Santa Cruz e Japeri funcionarão das 5h28 às 18h30, com o serviço de parador, atendendo também os passageiros do ramal Deodoro. O ramal Japeri funcionará com intervalos de 30 minutos, assim como o ramal Santa Cruz. Já o ramal Belford Roxo opera com intervalos de 60 minutos e o ramal Saracuruna com intervalos de 45 minutos.

Ônibus - A Rio Ônibus informou que as frotas irão sofrer redução de cerca de 10%, como de costume em feriados. Algumas linhas podem operar com a frota completa de acordo com eventos em pontos de interesse público.