Presidente da Câmara dos Vereadores rejeita CPI do Previ-Rio

Flávio Dilascio, JB Online

RIO DE JANEIRO - Depois de mais de uma semana de mistério e apreensão, o presidente da Câmara dos Vereadores do Rio, Jorge Felippe (PMDB), finalmente quebrou o silêncio e deu sua posição sobre a CPI do Previ-Rio. Apesar do pedido de 23 parlamentares, Felippe entendeu que não seria necessária a instalação da comissão, indeferindo o pedido feito pelo vereador Fausto Alves (PTB), da bancada governista. Com isso, as investigações da aplicação irregular de R$ 70 milhões do fundo de aposentados e pensionistas da prefeitura está restrita ao Ministério Público Estadual, que já abriu inquérito.

- Sempre tive a convicção de que a CPI era desnecessária, porque ela não pode julgar ninguém e, sim, investigar e encaminhar denúncias ao Ministério Público. Acontece que o MP já está apurando o caso por iniciativa do próprio prefeito, o que torna a instalação da CPI um desperdício de dinheiro e tempo.

Com a não aprovação de Jorge Felippe, resta aos vereadores que assinaram o requerimento procurarem o plenário. O presidente da Câmara, no entanto, não acredita em tal hipótese, pois os mesmos já teriam acatado sua decisão.

- O próprio autor do requerimento (Fausto Alves) concluiu que não seria necessária a CPI. E foi isto o que me fez confirmar minha posição.

De acordo com o presidente da Câmara, caso a bancada opositora queira entrar com outro pedido de CPI, ela também será indeferida.

- Um novo pedido de CPI se trataria de um ato meramente político - finalizou.

Entenda o caso

No fim de fevereiro, o prefeito Eduardo Paes exonerou o presidente do Previ-Rio, Marcelo Carvalho Cordeiro, e o diretor financeiro Luciano Otávio Barbosa Filho, sob a acusação de aplicarem irregularmente R$ 70 milhões do fundo de aposentadorias e pensões. Desta quantia, R$ 61 milhões foram aplicados em empresa ligada ao grupo Garcia & Rodrigues, que, no ano passado, venceu a licitação para explorar o espaço onde hoje funciona a churrascaria Porcão Rio's, no Aterro do Flamengo.