Enquanto corpo é retirado, PM mantém área isolada em Niterói

Luís Bulcão Pinheiro, Portal Terra

NITERÓI - Enquanto o 13° corpo do Morro do Bumba era colocado dentro de um camburão da Defesa Civil, centenas de pessoas se aglomeravam em torno do cordão de isolamento montado pela Polícia Militar. O objetivo do isolamento é garantir a segurança do trabalho de remoção dos escombros.

O deslizamento de terra no Morro é o mais grave ocorrido na cidade em que 98 corpos foram retirados nos 30 pontos de deslizamento devido às chuvas que castigam o Rio desde segunda-feira. A luz do dia é substituída pelos refletores colocados pelos Bombeiros. Estima-se que 60 casas foram destruídas pela avalanche de lama ocorrida por volta as 19h40 de ontem.

A segunda noite de buscas começa sem muitas esperanças de encontrar sobreviventes e com perigo para as equipes de resgate que não vão interromper o serviço. "É muito difícil encontrar sobreviventes devido ao tipo de deslizamento que tivemos aqui, mas vamos trabalhar da mesma forma que fizemos da noite anterior. É claro que ainda há riscos, mas não temos escolha. Temos que continuar", afirmou o subcomandante dos Bombeiros José Paulo Moreira.