Rio de Janeiro fica às curas na Hora do Planeta

JB Online

RIO - Depois das Pirâmides e a Esfinge do Egito, a Torre Eiffel e o Palácio do Eliseu em Paris, a Fontana di Trevi em Roma, o Burj Khalifa de Dubai, depois da Ópera de Sydney, da orla de Hong Kong e do Memorial de Hiroshima, foi a vez do Rio de Janeiro aderir a Hora do Planeta e ficar às escuras.

Por volta das 20h30 as luzes no Jockey Clube, na Gávea, e do calçadão de Copacabana, além do Cristo Redentor se apagaram.

Neste ano, cerca de 4.000 cidades em 125 países, contra 88 no ano passado, participam da iniciativa organizada pelo WWF, um número recorde de participantes alguns meses depois da Cúpula do Clima da ONU de Copenhague, que registrou resultados decepcionantes.