ONU reafirma a urgência do urbanismo sustentável

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Durante os eventos montados para o último dia do Fórum Urbano Mundial, uma iniciativa da ONU-Habitat, foi reafirmado o direito de todos os seres humanos de viverem nas cidades e beneficiarem-se de um urbanismo sustentável. Nesta 5ª edição do encontro, no Rio de Janeiro, ficou constatado que, apesar dos avanços, o número de moradores de favelas nos centros urbanos do planeta cresceu em 55 milhões entre 2000 e 2010, devido ao aumento de assentamentos informais em países em desenvolvimento.

A hora de agir é agora, O tempo não está do nosso lado. A tarefa diante de nós é imensa, é um trabalho que deveríamos ter feito ontem afirmou a diretora-executiva do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), a tanzaniana Anna Tibaijuka.

Na última segunda-feira, ao participar do encontro realizado pela primeira vez na América Latina, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva orientou os participantes de mais de 160 países a visitarem as favelas do Rio. Na ocasião, Lula afirmou que o governo está provando que é possível construir uma nova política urbana e investir em saneamento e infraestrutura. Ele citou como exemplos obras do seu governo nas comunidades da Rocinha, Manguinhos e Complexo do Alemão, que estão sendo urbanizadas com investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A quinta edição do fórum, que teve como lema O direito à cidade: superar a brecha urbana , reuniu 13.700 participantes de todo o mundo, no Rio, nesta semana.

Os debates se centraram na aplicação efetiva do direito à cidade, entendido como a melhoria da qualidade de vida, e o aumento da participação popular no planejamento urbano.

Próxima parada, Barein

A capital do Barein, Manama, foi escolhida nesta sexta-feira sede da sexta edição do evento, em 2012. Os organizadores esperam que seja a oportunidade de prosseguir com os trabalhos iniciados no Rio, já que a conferência é considerada mundialmente a mais importante sobre o tema do planejamento urbano.