Polícia ouve gestante suspeita de fazer sinal para ônibus incendiado

JB Online

RIO - A gestante que teria feito sinal para o micro-ônibus, que foi incendidado na Cidade de Deus, prestou depoimento na tarde desta quarta-feira a policiais da 32ª DP (Taquara), onde o caso foi registrado.

Ela e outros quatro homens suspeitos de ter ligação com o ataque foram levados para a delegacia pela Polícia Militar. Treze pessoas ficaram feridas após o veículo ter sido incendiado.

De acordo com o comandante do 18º BPM (Jacarepaguá), Djalma Beltrami, a gestante e os os outros quatro homens foram chamados para prestar depoimento após informações passadas por moradores da comunidade.

A PM, em parceria com a Polícia Civil, fez uma busca nesta quarta-feira nas imediações da favela por imagens de câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais da região.