Pesquisa diz que turistas americanos gastam US$ 192 em hospedagem

Carolina Monteiro , Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - A escolha do Rio de Janeiro como sede olímpica no ano passado certamente tem impulsionado o turismo internacional na cidade. O Índice de Preços de Hotéis (HPI, sigla em inglês), divulgado ontem pela Hotels.com, mostra que um turista americano paga em média US$ 192 por quarto, por dia, para se hospedar no Rio de Janeiro, com base em dados de 2009. Esse valor é apenas US$ 1 a menos do que o turista gasta em hospedagem em Paris e US$ 7 a mais do que é gasto em Londres.

Em 2009, em virtude da crise econômica, a maior parte dos destinos turísticos registrou queda no preços. Na contramão da tendência mundial, apenas quatro cidades registraram aumento nas tarifas cobradas. Entre as cidades que aumentaram o preço médio de suas diárias está o Rio de Janeiro, que subiu em 10% o valor de suas tarifas no ano passado.

Aumentamos as tarifas praticadas em correção relativa aos custos, que também aumentaram justifica o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), Alfredo Lopes. Com a desvalorização do dólar em relação ao real, as diárias ficaram altas frente ao dólar.

Mas o fato de o Rio estar entre os destinos turísticos mais caros não é uma surpresa para a ABIH-RJ. Os altos preços são decorrência do apelo turístico que a cidade exerce sobre os visitantes.

Obviamente o Rio é uma das diárias mais caras, porque é uma cidade ícone explica Alfredo.

Para os responsáveis pelo índice, o resultado indica a valorização do turismo na cidade. Os números demonstram que os estrangeiros que vêm ao Rio de Janeiro estão dispostos a gastar o que mesmo que gastariam em outros destinos internacionais populares.

O Rio é visto pelos turistas, no âmbito mundial, como destino do mesmo nível de Paris, Londres ou Nova Iorque diz Joaquin Tamez, vice presidente da Hotels.com na América Latina. Mas a tendência é que este valor não se altere muito em 2010 prevê.

Hospedagem de luxo

Os altos valores não diminuem o interesse de turistas brasileiros e estrangeiros nos hotéis de luxo. No Hotel Copacabana Palace, as tarifas cobradas estão entre R$ 972, taxa do quarto com vista para a cidade, e R$ 2.025, para a suíte com vista de frente para o mar. A diária não inclui taxas, nem o café-da-manhã, que custa mais R$70, sem incluir o serviço.

Novo queridinho de famosos, o Hotel Fasano cobra diárias entre R$ 1.200, para a hospedagem no quarto superior, e R$ 5.800, na suite Deluxe, também sem incluir taxas e café. Só em fevereiro deste ano se hospedaram no Hotel Fasano as estrelas internacionais Madonna, Beyoncé e Alicia Keys. Apesar das altas tarifas, o hotel costuma ficar com a lotação esgotada em quase todos os finais de semana, com grande procura de turistas estrangeiros e brasileiro