Nos 445 anos da cidade, temperatura cai a 17,2 graus

Flávio Dilascio , Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Em pleno aniversário de 445 anos, o Rio viveu um dia bem diferente das manhãs e tardes calorentas do verão carioca, com direito, inclusive, a recorde negativo de temperatura. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a mínima de 17,2 graus, registrada ontem no Alto da Boa Vista, e, a máxima, de 24,6 graus, atingida na Praça Mauá, superaram os 18,3 graus e 28,2 graus, obtidos respectivamente, nos dias 21 e 26 de fevereiro, que eram até então os recordes negativos de temperaturas mínima e máxima deste ano.

Não bastasse isso, aqueles que não gostam de calor tiveram mais uma boa notícia: as temperaturas escaldantes só devem voltar no próximo verão, embora a frente fria esteja deixando a cidade.

Esta frente fria deve ficar mais umas 48 horas no Rio, pois já está caminhando para o Espírito Santo. A chuva deve diminuir nas próximas horas, com o Sol voltando a aparecer aos poucos disse o metereologista do Instituto Nacional de Metereologia (Inmet), Almerino Marinho. Quando a frente fria for embora, não devemos ter temperaturas tão elevadas como vinha acontecendo em fevereiro, pois o verão está no fim e a tendência agora é que tenhamos um clima mais de outono.

Técnica em metereologia do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), Aline César, explicou outro fator que vem contribuindo para a baixa de temperatura:

Temos, no caso do Rio, uma zona de convergência de umidade, com ventos que vêm do norte e do sul se encontrando por aqui. Amanhã e na quinta-feira, isto vai diminuir e as temperaturas vão começar a se elevar aos poucos.

Sobre as condições do mar que viveu dias de ressaca na sexta e no sábado a Marinha informou que não há risco de isto voltar a ocorrer nos próximos dias.

Para hoje, segundo o Instituto Clima Tempo, está previsto uma mínima de 19 graus e uma máxima de 28 graus.

Trânsito complicado

Além do frio, a chuva também castigou o Rio ontem, com uma intensidade acima da média se comparada às pancadas anteriores de 2010. Como é de praxe nestas ocasiões agravado ainda pelas várias interdições de ruas em decorrência das comemorações dos 445 anos da cidade o trânsito esteve complicado em diversos pontos da cidade, principalmente nos horários de rush.

Na parte da manhã, motoristas encontraram tráfego lento nas Avenidas Brasil (altura do Gasômetro), Presidente Vargas, Rio Branco, Américas (altura do Barra Shopping), Linha Vermelha (altura do Caju) e Ponte Rio-Niterói. Houve ainda alguns bolsões d'água em vias como Avenida Niemeyer e na entrada do Túnel do Joá. À noite, o trânsito também esteve lento nos mesmos locais.