PRF registra menos mortes em rodovias do Rio em Operação Carnaval

Thais Leitão, Agência Brasil

RIO - O número de acidentes nas estradas federais que cortam o Rio de Janeiro durante o carnaval deste ano subiu 19% em relação ao total registrado no mesmo período de 2009. Os registros de feridos, no entanto, tiveram redução de 12% e os de mortos, de 6%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que encerrou no fim da noite de domingo a Operação Carnaval. A mobilização especial durou dez dias, após ter sido prorrogada em função de o fluxo de volta à cidade ter sido inferior ao esperado para a Quarta-feira de Cinzas (17).

Ao todo, foram registrados este ano 448 acidentes, com 171 feridos e 17 mortos. Na Operação Carnaval 2009, quando também houve prorrogação das ações da Polícia Rodoviária Federal até o fim de semana seguinte ao feriadão, foram contabilizados 377 acidentes, com 193 feridos e 18 mortos.

De acordo com o inspetor André Luiz Azevedo, chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF, os números revelam que o motorista procurou fugir dos congestionamentos, mas continuou praticando imprudências, o que preocupa a polícia rodoviária, especialmente no período pós-carnaval. Para ele, esse continua sendo o principal responsável pelos índices de violência nas rodovias.

Os registros de mortes nas rodovias no período de prorrogação do feriadão tem sido motivo de preocupação para a PRF. No ano passado, entre a quinta-feira e o domingo, oito pessoas morreram nas estradas federais fluminenses, o que representou 80% do total de óbitos registrados durante o carnaval. Neste ano, seis usuários morreram no mesmo período, representando 45% do número de mortes do feriadão. O motorista se programou para evitar o congestionamento, mas não conseguiu conter o ímpeto de, em condições melhores de tráfego, realizar manobras imprudentes, exceder a velocidade permitida e ingerir bebidas alcoólicas , afirmou.

O inspetor também destacou que, apesar de todas as recomendações, entre sexta-feira (19) e domingo, a PRF autuou mais de 15 mil motoristas por infrações diversas, sendo 10 mil por velocidade excessiva. Entre a última quinta-feira (18) e ontem, foram flagrados cerca de 4 mil motoristas dirigindo acima do limite de velocidade permitido. Além disso, 1,2 mil autuações foram lavradas por outras irregularidades, como ultrapassagem em local proibido e tráfego pelo acostamento.

A polícia também informou que intensificou a fiscalização com bafômetros. Durante todo o período de mobilização, foram realizados 8,4 mil testes que resultaram em 86 autuações por embriaguez e em sete prisões.